Fabricantes de elevadores projetam retomada em 2018

Data de publicação: 15/12/2017

O setor de elevadores prevê crescimento de até 4% do mercado nacional em 2018, depois de três anos de resultados mais fracos, segundo fabricantes e entidades.

"Prevemos um retorno aos patamares de vendas que registrávamos no início de 2015", diz Marcelo Braga, presidente do Seciesp (sindicato dos fabricantes).

"Estamos otimistas. Os sinais de melhora no mercado imobiliário impactam o setor, que demora mais para retomar", afirma Fabio Mezzarano, diretor da Atlas Schindler para as Américas.

Apesar da crise, a empresa manteve os níveis de investimento, de R$ 100 milhões ao ano. "Nos concentramos em produtos para exportação em 2017". A filial brasileira atende a toda a América Latina.

A companhia vai ampliar em 2018 as instalações de sua matriz no Brasil, localizada em São Paulo. O montante a ser aplicado nas operações locais vai se manter na casa dos R$ 100 milhões

"O faturamento das empresas se manteve porque o crescimento nas áreas de serviços e modernização compensou a queda nos equipamentos", diz Braga.

"Percebo alta de negócios no setor neste segundo semestre. Nossa projeção é crescer 3% neste ano e ter um resultado mais robusto no ano que vem", afirma Julio Bellinassi, presidente da Otis para a América do Sul.

A multinacional estima que a venda de elevadores novos no país suba. "Com os lançamentos imobiliários, há boas perspectivas", diz.

 

Fonte: Folha de S.Paulo