Senge fez sua parte e denunciou desde o início do processo

Sindicato fiscalizou, apontou erros e denunciou aos órgãos competentes. Agora, confia que no fim a justiça será feita.

Data de publicação: 09/11/2017

Desde o lançamento do projeto de subconcessão da Agespisa que o Sindicato dos Engenheiros denuncia irregularidades e ilegalidades no processo. O descumprimento do contrato de programa estabelecido entre a Agespisa e a Prefeitura de Teresina em 2010, a lei complementar que criou a região da grande Teresina e decisões do Supremo Tribunal Federal foram desrespeitadas para atender aos interesses do Governo do Piauí e da Prefeitura de Teresina.

Em todas as fases do processo, antes mesmo da licitação viciada, o Sindicato dos Engenheiros esteve presente: fiscalizou, prestou informações aos órgãos de controle e denunciou. A decisão do Tribunal de Contas do Piauí é digna de aplausos, os conselheiros mostraram sua independência e que o Governo não manda naquele Tribunal. Nossos parabéns a todos os membros do TCE-PI que tomou uma decisão histórica.

O Sindicato dos Engenheiros cumpriu seu papel de representante dos engenheiros, defendeu os servidores da Agespisa, o interesse público e o bem estar da sociedade. A decisão do Tribunal de Contas do Piauí comprova as manobras realizadas para fazer vencer o certame uma empresa que desde o início do processo é apontada como a provável vencedora. Esperamos que o Supremo Tribunal Federal determine o retorno das atividades para a Agespisa, que possui funcionários altamente capacitados para operacionalizar o sistema de saneamento de todo o Piauí.

Aliás, os funcionários, estes merecem todos os aplausos porque também estiveram presentes em todas as etapas, defendendo sua empresa e conta decisões políticas e desmandos que só prejudicaram a imagem da Agespisa. Não é novidade para ninguém que o Governo não tem interesse na viabilidade da Agespisa, pelo contrário, ele trabalha para sua extinção. Mas, tanto o Sindicato dos Engenheiros quantos os servidores estarão lutando dia a dia para manter a Agespisa viva e fazendo um dos trabalhos mais sociais que existem, que é levar água à população.

Continuaremos firmes. Na subconcessão, vencemos com a desistência do Governo. No processo atual, o Governo insiste em privatizar o sistema e tenta passar por cima de todos para entregar o sistema nas mãos de empresários. Estaremos até o final do processo acompanhando e lutando por nossa empresa e pelo saneamento público, que é viável, bastando apenas interesse dos gestores. Confiamos na Justiça e acreditamos que, no fim, todas essas ilegalidades serão derrotadas.

Senge fez sua parte e denunciou desde o início do processo
Antonio Florentino de Souza Filho
Presidente do Sindicato dos Engenheiros do Piauí
Engenheiro Químico da Agespisa